CONSULTORIA | PROJETOS

PROJETO

Fibria

SETOR Celulose

PRODUTOS

Em parceria com a consultoria de estratégia e think tank internacional SustainAbility,  a Catavento foi contratada em setembro de 2015,  para conduzir um projeto de engajamento de stakeholders para a Fibria. O objetivo do projeto era capturar a percepção dos públicos de interesse da empresa quanto aos desafios e oportunidades de árvores geneticamente modificadas. Para tal, após um período de levantamento de estudos, artigos e matérias de imprensa sobre o assunto, a Catavento ficou responsável por conduzir entrevistas com stakeholders baseados no Brasil, ao passo que a SustainAbility conduziu as entrevistas internacionais.

Por meio do diálogo com diferentes especialistas do meio acadêmico, pesquisadores, investidores, clientes e ONGs, a pesquisa possibilitou a construção de uma visão consolidada do que os stakeholders da Fibria enxergam como ameaças e como oportunidades no uso desta nova tecnologia para florestas plantadas. Além disso, foi possível ter um entendimento da  postura que se espera da Fibria na condução de pesquisas e no desenvolvimento de novas tecnologias, principalmente no que diz respeito à transparência. A própria iniciativa da empresa em abordar o assunto foi visto por muitos stakeholders como pioneiro e inovador, no sentido da transparência e da abertura para o diálogo.

Para a apresentação da consolidação dos resultados da pesquisa, um workshop foi conduzido em 18 de dezembro de 2015, com a presença do CEO da Fibria, Marcelo Castelli, além de demais executivos. Também estavam presentes diversos especialistas em melhoramento genético e representantes da sociedade civil, muitos deles entrevistados no processo de entrevistas.

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria possui capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, com fábricas localizadas em Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em Joint-Operation com a Stora Enso. Em sociedade com a Cenibra, opera o único porto brasileiro especializado em embarque de celulose, Portocel (Aracruz, ES). Com uma operação integralmente baseada em plantios florestais renováveis localizados nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Bahia, a Fibria trabalha com uma base florestal total de 969 mil hectares, dos quais 343 mil hectares são destinados à conservação ambiental.

Fonte: website da Fibria